Melhores jogadores ingleses da história

Quais são os melhores jogadores ingleses da história? Apesar de o futebol moderno como conhecemos ter surgido na Inglaterra, não se trata de um país responsável por um grande celeiro de craques. Ainda sim, podemos citar grandes nomes da história do futebol mundial que são ingleses, que inclusive também são co-criadores da aposta em futebol em casas de apostas. Leia conosco e descubra quais são os melhores jogadores ingleses, vamos lá!

9 melhores jogadores ingleses da história

9. Gary Lineker

O talento inglês com maior repercussão internacional das últimas décadas e gero. Excelente em Barcelona onde conquistou uma Champions, inesquecível no campeonato inglês e apaixonante na seleção: artilheiro do Mundial de 1986 com 6 gols, parado apenas nas quartas de final por Maradona e os dois gols mais emblemáticos na história do futebol.

8. Steve Bloomer

Nascido em 1874, jogador do Derby County, ele conquistou 5 títulos de artilheiro da liga e quase duas vezes a conquista da FA Cup. Ele é o segundo melhor artilheiro da história da Primeira Divisão Inglesa depois de Greaves com 317 gols e seu desempenho internacional também é impressionante: 28 gols em 23 partidas. Ele teve uma carreira muito longa – 22 anos – mas não muito bem sucedida. O apelido que lhe foi dado é “Primeiro Herói do Futebol”,

7. Jimmy Greaves

Nenhum atacante inglês marcou mais gols do que ele: 357 gols na Primeira Divisão e seis temporadas como artilheiro. Nascido O verdadeiro primeiro atacante do futebol dos anos 60, também habilidoso com a bola nos pés e uma atitude exagerada.

6. Kevin Keegan

Duas bolas de ouro (1978 e 1979), ala ou centroavante que entre o final dos anos 70 e início dos anos 80 esteve entre os mais fortes do mundo. Ele levou o Liverpool ao sucesso na Europa, a primeira de um clube que mais tarde se tornou letal na Europa e também se tornou um ícone para os torcedores do Hamburgo na Alemanha. Ele venceu uma Bundesliga e esteve perto de um bis europeu, parado apenas pelo Nottingham Forest, depois de humilhar o Real Madrid nas semifinais.

5°. Gordon Banks

O símbolo do futebol inglês, homem chave da seleção nacional na segunda metade dos anos 60 como seus companheiros de equipe Charlton e Moore. O goleiro por excelência do futebol britânico – protagonista do que é referido por muitos como “o muro do século” sobre Pelé na Copa do Mundo no México 70. Jogou no Leicester e Stoke City, por 721 minutos consecutivos ele não sofreu um gol com a Inglaterra: ninguém nunca fez melhor do que ele.

4. William Dean

Segundo muitos, o atacante inglês mais forte da história da seleção. Uma lenda do Everton na virada do século, ele faleceu em 1980 em Goodison Park – adoeceu durante um derby de Merseyside contra o Liverpool.

Com os seus 310 gols marcados é o terceiro de todos os tempos na Primeira Divisão (atrás dos já referidos Greaves e Bloomer), mas com uma média superior que lhe permitiu subir posições neste ranking especial. Muito forte com a cabeça, não tinha o pé fraco: na área sempre marcou gols, um franco-atirador no período anterior à Segunda Guerra Mundial.

3. Stanley Matthews

O Baronet, a primeira bola de ouro da história, o premiou em 1956, quando Matthews já tinha 41 anos. O jogador de futebol mais longevo de todos os tempos, com uma carreira que começou em 1932 no Stoke City e terminou em 1965 com a mesma camisa (com pequenas pausas pela Inglaterra). Destro super elegante, foi um precursor meio século à frente dos demais, mantendo-se sempre ele mesmo.

2º. Bobby Moore

Ícone do West Ham ao qual permaneceu ligado por quase toda a carreira, foi o primeiro zagueiro a interpretar o papel de uma forma diferente: Moore, além de fabuloso no início do jogo, tinha pés de meio-campista e muitas vezes jogava sem a bola, atacando para finalizar na rede.

Seguido então por Beckenbauer, que compartilhava sua classe, personalidade de liderança e uma certa estima. Seis meses depois de ser diagnosticado com um tumor, ele se viu vencendo a FA Cup como protagonista, em um estádio de Wembley, onde também se tornou campeão do mundo.

1. Bobby Charlton

O primeiro na classificação só pode ser ele: o líder técnico e não apenas da seleção campeã mundial em 1966. Indissociavelmente ligado ao Manchester United de Matt Busby, sobreviveu ao acidente de Munique em 1958 e renasceu das cinzas como uma fênix – tornando-se essencial em um time que ganhou tudo na Inglaterra e na Europa.

Ele ganhou uma Bola de Ouro e chegou perto de outras duas, mas o maior troféu é ter se tornado para sempre o símbolo mais brilhante do futebol inglês. Até a próxima!